Seja bem vindo ao mundo infantil da sustentabilidade!! Aqui você encontrará: informações, vídeos, atividades voltadas para o meio ambiente. Você verá que cuidar do nosso planeta pode ser muito divertido!!
RSS

sábado, 31 de março de 2012

Energia em todas as formas de vida

A energia pode ser transformada, nunca criada ou destruída. Nesta seção, a transformação mais importante é a da luz do sol em energia química, feita pelos vegetais na fotossíntese – você estudou esse fenômeno no Módulo I. Essas transformações sempre se dão da forma de energia mais organizada para a menos organizada.
Vejamos um exemplo: quando corremos muito e depois sentimos nosso corpo mais quente, há no interior do nosso corpo uma transformação da energia química dos alimentos (mais organizada) em calor (menos organizada).

Os seres vivos necessitam continuamente de energia para todas as atividades da sua vida.

A quantidade de energia que chega do sol e atinge a atmosfera é de aproximadamente 15,3 x 108 calorias por metro quadrado por ano. Apenas 1% da energia total proveniente do sol que chega à Terra é transferida aos vegetais para fazerem a fotossíntese.

As transformações de energia estão presentes em todas as formas de vida. Sua principal fonte para os seres vivos é o sol. Na fotossíntese, os vegetais utilizam luz, gás carbônico e água para produzir glicose, um tipo de açúcar rico em energia, presente em diversos alimentos.


Importante!

- Na fotossíntese, além da produção de glicose, há a liberação de oxigênio para a atmosfera. Alguns seres vivem na ausência de exigênio, mas a maioria precisa desse gás para a respiração.

- A maior parte do oxigênio que respiramos é liberado por vegetais aquáticos (algas) microscópicos, nos oceanos, e não pelas grandes árvores das florestas.

 

Ao serem ingeridos pelos animais, a glicose e outros compostos orgânicos da planta são transformados na digestão, liberando a energia das suas ligações químicas. Essa energia é transferida para o corpo, realizando trabalho (andar, trabalhar, respirar etc.),   e também propiciando o crescimento, utilizando como matéria-prima os materiais dos quais os animais se alimentaram.